A ligação histórica da Estação com a Cidade

A partir de 1946 a Companhia Fazenda Belém foi loteada em vários sítios pela lei Estadual nº 233 de 24/12/1948. A Vila tornou-se distrito subordinado ao município de Franco da Rocha. O nome de “Vila Belém” não poderia ser utilizado para nomear a nova cidade, pois as legislações da época não permitiam que houvesse no país duas cidades com o mesmo nome (Vila Belém e Belém do Pará), alterou-se o nome da Vila para Francisco Morato acolhendo a sugestão dada pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco, onde o um ilustre professor chamado Francisco Antonio Almeida Morato havia lecionado. Acolhida pela Câmara Municipal de Franco da Rocha, o distrito de Francisco Morato emancipou-se político-economicamente no dia 21 de março de 1965. Considerando depoimentos de antigos moradores da cidade, de modo geral, todos citam que a população deseja naquela época o nome de Belém da Serra. Nessa época, a cidade já começara a se tornar abrigo das levas de migrantes que chegavam a São Paulo para se beneficiar do nascente processo de industrialização. Dos seus cerca de 6 mil habitantes, 80% resultavam de crescimento migratório e mais de 4 mil pessoas já eram computados como população urbana.  

Caracterização da Cidade

A cidade está localizada na porção norte-nordeste da Região Metropolitana de São Paulo, na latitude 23º12’53’’ sul e longitude 46º44’35’’ oeste. Fica a aproximadamente 970 metros acima do nível do mar. Limita-se ao norte com Campo Limpo Paulista, ao Sul, leste e oeste com Franco da Rocha, também a leste Mairiporã e nordeste com Atibaia. Dista 42 km do Grande Centro da Capital Paulistana, com acesso pelas Rodovias Presidente Tancredo de Almeida Neves (Estrada Velha de Campinas) – SP 320, Fernão Dias e Anhanguera, pelo Rodoanel Mario Covas e pela Estrada de Ferro Santos-Jundiaí (CPTM). O tempo de deslocamento por trem para a Capital é de aproximadamente cinqüenta e três minutos e por rodovia próximo de uma hora e vinte cinco minutos.

Com cerca de 45km2 de área, possui alto índice de urbanização e sua população atual concentra-se em 106 bairros, grande parte deles distribuídos ao longo do eixo ferroviário. A Ferrovia Santos-Jundiaí é uma ligação de grande importância para a cidade de Francisco Morato. Sua urbanização e cotidiano estão relacionados diretamente com a ferrovia. 

Localização da Cidade

Localização na Região Metropolitana de São Paulo

Localização da cidade no Estado de São Paulo